Passei mal e fui ao médico, disse a ele sou miastênica, ele respondeu: O QUE É ISSO?


sábado, 7 de março de 2015

Dor e desconforto nos pacientes de Miastenia Gravis

Foi relatada na Semana de Biotecnologia (1 de dezembro de 2004) que uma percentagem significativa de pacientes com MG sentem dor como um "resultado" da sua doença.

A dor associada com miastenia gravis (MG) tem recebido pouca atenção. A pesquisa seguinte implicou uma revisão da literatura de 174 casos publicados. Os estudos que foram analisados para a inserção de "dor" na descrição dos sintomas. Dos 174 estudos de casos, 26% relataram sintomas relacionados à dor.

Os pesquisadores Dr. Milind Kothari, e Dr. Kevin Scott, disseram ficar surpresos com "um grande número de entrevistados/pacientes, que relatam sentir dor associada a doença... É muito surpreendente ... Ficamos surpresos ao ver que 50% dos pacientes relatam ter dor significativa como resultado de sua doença, com mais de um relato por trimestre de dor com  intensidade moderada ou superior.

A dor não é comumente associada com esta doença. O aspecto surpreendente dos resultados da pesquisa, é que os médicos dos pacientes em geral, não estão cientes de que seus pacientes sentem dor e, a falta de consciência do médico sobre a dor do paciente resulta em fracasso para tratar a mesma."
Além disso, estudos utilizando o SF-36, uma ferramenta de medição utilizada para avaliar o impacto da doença, indicam que a dor física tem um impacto negativo sobre o humor e qualidade de vida em pacientes com MG.

Quanto mais avançada estiver a MG, conforme indicado pela escala de Osserman (Veja a tabela),  mais provável é que a dor irá interferir com a qualidade de vida do paciente.
Estudos de casos MG mencionam desconforto e dor e, no entanto, a dor não é rotineiramente abordada por profissionais de saúde que cuidam dos pacientes com MG, o que prejudica o tratamento e as vezes até mesmo o diagnóstico.

DEPOIMENTOS

"Eu acabo de confirmar que eu tenho miastenia grave (MG). Tudo começou com uma tampa olho direito caídas. Eu também ficava extremamente cansado. Eu tive um pouco de dor no braço esquerdo por vários meses antes da queda da pálpebra! Estou agora em Mestinon e estou lidando com os efeitos colaterais!"

"Minha mãe foi diagnosticada com miastenia grave com a idade de 73. Ele progrediu de ocular para geral. Ela esta muito fraca. Ela tem dor o tempo todo".  

"Quando fui diagnosticado com miastenia grave, eu tinha visão dupla no olho esquerdo. Cinco anos mais tarde, eu ainda tenho problemas de visão, mas sinto que eu tenho mais dor em meus braços do que fraqueza. Eu tomo minha medicação todos os dias, mas ultimamente, a minha visão parece estar piorando".



Referencias: Mestrado em Enfermagem Universidade do Estado de WASHINGTON (Angelia Homer 2007); site: http://www.newswise.com/
Depoimentos da net

2 comentários:

  1. Tive o diagnóstico de miastenia há mais ou menos 8 anos.Sentia dores intensas na musculatura das pernas, braços e tórax. Ouvi de um médico: miastenia não dói. Hoje as dores diminuíram bastante, mas não passaram por completo.

    ResponderExcluir
  2. Olá Silvia, eu também sinto bastante dor, resolvi fazer a pesquisa sobre o tema depois de ouvir de várias pessoas MG não dói, eu sabia que isso não era verdade. Hoje estou tomando Prednisona e Mestinon, mas também tomo multivitamínico, ferro e vitamina D, depois que comecei a tomar as vitaminas as dores melhoraram bastante. Os exames mostraram que eu tinha deficiência de várias vitaminas e ferro.
    As vezes até consigo fazer execício e caminhadas, mas quando estou muito cansada ai a dor ataca e tenho que descansar, do contrário a dor não passa nem com remédio.
    Fale com seu médico, talvez as vitaminas possam te ajudar também, mas quando a dor apertar a dica é repouso.
    Beijo
    Fica bem

    ResponderExcluir