Passei mal e fui ao médico, disse a ele sou miastênica, ele respondeu: O QUE É ISSO?


sábado, 18 de abril de 2015

Miastenia Gravis - Tratamento Plasmaferese


Em grego a palavra férese é derivada de um termo que significa "remover uma parte de seu todo". Plasmaferese é uma técnica utilizada para fazer a separação entre o plasma e os outros elementos do sangue. A indicação mais comum é para remoção de anticorpos e complexos auto-imunes.

Este procedimento é feito por meio de um acesso venoso (punção ou cateter), sendo adicionado, anticoagulante para prevenir a coagulação do sangue. Certa quantidade de sangue é aspirada para um compartimento no equipamento responsável por realizar a plasmaferese (máquina semelhante a da hemodiálise). O sangue é centrifugado e o plasma é direcionado para uma bolsa de plástico, enquanto os outros componentes sanguíneos retornam ao paciente, através de outra agulha ou outra via do cateter. O plasma removido é reposto por outro, em igual quantidade, com uso de máquina.

Na miastenia grave, o sistema imune produz anticorpos que atacam os receptores da junção neuromuscular. Os receptores lesados recebem o sinal nervoso através da ação da acetilcolina, uma substância química que transmite o impulso nervoso. A troca de dois volumes plasmáticos, por plasrnaferese, permite a retirada de aproximadamente 88% do anticorpo anti-receptor do setor intravascular. Ao fim de cerca de 36 horas estabelece-se novo equilíbrio entre os setores intra e extravascular. Fazendo três sessões em dias alternados, é possível manter eliminação de, em média, 83% do anticorpo anti-receptor.

No caso dos miastênicos a plasmaférese é recomendada para estabilizar um paciente com o quadro grave, como preparatória para timectomia ou para complementar o tratamento de um paciente que não tem a doença controlada.

Complicações

Apesar de a plasmaférese ser útil não é isenta de riscos e complicações.
·      Existe a possibilidade de sangramentos e infecções no local da punção ou dos cateteres venosos.
·      Há uma redução do cálcio no sangue devido ao uso de citrato de sódio. A hipocalcemia pode causar complicações graves, como a parada cardíaca.
·      Hemorragias ou hematomas nos locais de perfuração da agulha.