Passei mal e fui ao médico, disse a ele sou miastênica, ele respondeu: O QUE É ISSO?


O que é Miastenia Gravis

É uma doença neuromuscular que causa fraqueza e intensa fadiga dos músculos voluntários. A fraqueza é causada por um defeito na transmissão dos impulsos dos nervos para os músculos. A doença raramente é fatal, mas pode ameaçar a vida quando atinge os músculos da deglutição e da respiração.


Esse cansaço tende a aumentar com o esforço repetitivo e a diminuir com o repouso. Daí o nome, que significa fraqueza muscular grave. É causada por uma súbita interrupção da comunicação natural entre nervos e músculos.

Desconhece-se o que desencadeia o ataque do organismo contra seus próprios receptores de acetilcolina.

Existem duas formas de miastenia: a congênita e a adquirida

Na miastenia congênita, o defeito está no contato entre o nervo e o músculo. A causa pode ser a falta de uma proteína no nervo que não deixa liberar acetilcolina, ou um defeito na proteína do receptor da acetilcolina no músculo ou na enzima que retira o excesso desse neurotransmissor. A manifestação clínica geralmente ocorre desde o nascimento. Se sobreviver, a criança não chora, não suga, não deglute direito, fica cianótica quando mama e tem dificuldade para andar.

A adquirida ou auto-imune acomete geralmente mais as mulheres ao redor dos 20 anos, pessoas que até então eram absolutamente normais. Os anticorpos atacam e bloqueiam os canais receptores dos músculos, impedindo que a acetilcolina se ligue a eles.
Sintomas comuns
Deve-se procurar um neurologista sempre que houver qualquer fraqueza ou fadiga muscular progressiva e sem causa aparente.

Os sintomas variam de doente para doente, sendo os mais comuns:
* Queda de uma ou ambas as pálpebras (ptose);
* Desdobramento das imagens ou visão dupla (diplopia);
* Fraqueza dos músculos que mobilizam os globos oculares (estrabismo);

* Dificuldade em falar, com voz nasalada (disfonia);
* Dificuldade em engolir, com regurgitação dos líquidos pelo nariz (disfagia);
* Fraqueza nos músculos da mastigação e tendência para ter a boca aberta;
* Fraqueza nos músculos do pescoço com queda da cabeça para a frente;
* Fraqueza dos músculos dos membros superiores e/ou inferiores;
* Fraqueza dos músculos das pernas com dificuldade para subir degraus ou andar;
* Fraqueza dos músculos dos braços com dificuldade para elevar os braços para pentear o cabelo;
* Fraqueza dos músculos respiratórios, o que representa um perigo significativo.
A fraqueza muscular pode se desenvolver durante dias ou semanas ou até mesmo manter-se no mesmo nível durante longos períodos de tempo (anos).
A severidade da doença varia de doente para doente e, no mesmo doente, pode variar ao longo do dia.
A fraqueza tende a agravar-se com o exercício e para o fim do dia e, em geral, melhora parcialmente com o repouso.
Esforço físico, exposição ao calor, estados infecciosos, alterações emocionais e uso de alguns medicamentos como antibióticos, analgésicos ou relaxantes, podem piorar a sintomatologia.

Atualmente, o tratamento para controlar os sintomas e a evolução dessa doença crônica pode assegurar aos pacientes vida praticamente normal.
Se foi feito o diagnóstico de miastenia grave, é extremamente importante estar preparado para procurar um pronto-socorro no caso de uma crise miastênica.

Se os músculos que controlam a respiração forem afetados, em decorrência de uma infecção respiratória, até mesmo uma pequena falta de ar pode rapidamente se transformar numa emergência, necessitando ajuda médica imediata.
Tratamentos: permitem controle da doença na maioria dos casos

Medicação
Nos casos de miastenia grave auto-imune, são comuns os inibidores da enzima colinesterase, que agem na junção neuromuscular, e também imunossupressores (inibidores do sistema imunológico), capazes de aumentar as contrações musculares. Alguns tipos de miastenia gravis congênita não reagem a essa medicação.

Cirurgia
O timo é responsável pela produção de anticorpos que podem estar relacionados à presença de miastenia grave.
A sua remoção cirúrgica (timectomia) pode resultar na melhora dos sintomas.
Não deixe de consultar seu médico. O médico pode também indicar algum tipo de atividade física, como fisioterapia, hidroterapia entre outros.
A miastenia grave (miastenia gravis) é uma doença auto-imune, crônica caracterizada por fraqueza muscular e fadiga rápida quando o músculo é exigido. Os receptores lesados são aqueles que recebem o sinal nervoso através da ação da acetilcolina, uma substância química que transmite o impulso nervoso através da junção (um neurotransmissor).


A ABRAMI - Associação Brasileia de Miastenia
Contribuir para melhorar a qualidade de vida dos portadores de Miastenia Grave;


Dalva Guedes

4 comentários:

  1. Parabéns pelo blog, gostei muito! Sou miastenica, foi me diagnosticado há um mês e meio e tenho procurado bastante sobre o assunto, pois nunca tinha ouvido falar nesta doença. Estou ainda um pouco assustada com tudo isto e ansiosa também, estou à espera da data para a minha operação. Tenho tentado explicar às pessoas um pouco sobre a MG, mas até hoje, de todas as que eu falei ninguém nunca ouviu falar também. Ainda não senti discriminação, mas um mês e meio e os sintomas que tenho apresentado, penso que não sejam ainda suficientes para que as pessoas comecem a criticar ou discriminar e espero nunca vir a sentir isso...
    O que até me deixa mais ansiosa, nervosa e com medo, é o facto de não estar no meu país nem poder falar com médicos na minha língua, mas de todo o jeito tenho sido muito bem acompanhada e assistida, mas é sempre difícil não estarmos em território nosso :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Lia, ele é nosso, esteja a vontade para postar algo
      Lendo sua mensagem vejo como nós, miastênicos, temos muito em comum, parece com algo que eu já disse ou que eu já ouvi de outros miastênicos.
      É sempre muito importante conversar com médicos e com outros miastênicos, as vezes os médicos não acreditam quando relatamos um sintoma, mas ai você vê que outras pessoas também tem.
      Estar em outro pais pode ser mais difícil ou até mais fácil, o importante é ouvir o próprio corpo e não se deixar vencer pela incredibilidade das pessoas.
      Força, pois você não está só, e se tiver algo ai que não fique claro com seu médico, é só dizer que pergunto para o meu.
      Beijo e boa sorte

      Excluir
    2. Obrigada Dallva :)
      Eu tenho mesmo que falar com o meu médico esta semana. Sinto-me cansada, mas nos dias que trabalho é desesperante, são muitas horas de pé, sempre para trás e para a frente e mesmo nos braços sinto muito cansaço. Ontem fui trabalhar e saí de lá morta de cansaço, cheguei a casa, tomei um banho e deitei-me, não fiz nada em casa, e à noite quando me deitei para dormir foi K.O. de manha nem ouvi o despertador, dormi até acordar por mim própria e foram 11 horas de sono, mas continuo a sentir-me muito cansada... Ao menos hoje não está calor, está fresquinho o que ajuda bastante :)

      Excluir
    3. É o calor é difícil, hoje eu também estou muiiiito cansada, vim trabalhar mas esta difícil até de pensar.
      Vê com seu médico o uso da vitamina D, as vezes ela ajuda no cansaço

      Excluir